Guialazer

Eu vou (0 Pessoas vão a este evento)

Por Sílvia Pereira

Raphaël Oleg dirige a Orquestra Gulbenkian no Concerto para piano e orquestra de Grieg e na Sinfonia n.º 8 de Dvorák. Ao piano está uma estrela: Nelson Freire, músico brasileiro que, ao longo das mais de cinco décadas da sua brilhante carreira internacional, entrou para o panteão habitado por lendas como Sergei Rachmaninov, Glenn Gould ou Arthur Rubinstein. É neste tom que começa o 54.º Festival de Sintra.


Novamente com Gabriela Canavilhas como directora artística, tem como tema "Da Corte para a Rua" e passa por vários locais do concelho, do Centro Cultural Olga Cadaval (onde se faz a abertura) à Sociedade Filarmónica União Assaforense, passando pelos palácios nacionais de Queluz e Sintra e pelas igrejas de Belas e Montelavar.

Ana Quintans, Vincent Dumestre, Anna Fedorova, Soyoung Yoon, Os Músicos do Tejo, Mário Laginha, Cédric Tiberghien e Orquestra Chinesa de Macau são outros nomes em cartaz.