Guialazer

Eu vou (1 Pessoas vão a este evento)

Por PÚBLICO

Assume-se como a melhor e maior mostra das artes tradicionais portuguesas. Do alto dos seus 41 anos, a Feira Nacional de Artesanato de Vila do Conde tem lugar assegurado no calendário de festas a não perder.


Cento e noventa expositores, de 90 concelhos, em 11 mil metros quadrados, para uma média de 400 mil visitantes/ano. Aos números junta-se a essência: a divulgação das rendas de bilros, a delicada tradição secular classificada pela organização como o ex-líbris do artesanato local, e a celebração da "história de um povo, através do seu labor e dos seus saberes". Além das rendilheiras, é possível assistir ao trabalho de artesãos dedicados aos têxteis, pedras, madeiras, couros, cerâmica, metais ou vidros. Em Ano Europeu do Património Cultural, também há espaço para a exposição "Património e Criatividade", com peças inspiradas nas rendas vila-condenses. O programa passa ainda por Jornadas Gastronómicas, fotografia e animação musical.