Guialazer

Por PÚBLICO

Arquitectura, Jazz ao Centro e uma farsa em cena.


"Souto de Moura - Memória, Projectos, Obras"
A Casa da Arquitectura de Matosinhos é invadida por desenhos, maquetas, documentos e outros materiais relativos à produção de Souto de Moura, que ali depositou o seu vastíssimo acervo. Com curadoria de Francesco Dal Co e Nuno Graça Moura, a exposição é apresentada como "uma singular e rara leitura monográfica" do trabalho do arquitecto que conquistou o Pritzker em 2011. Pode ser vista até 6 de Setembro de 2020, de terça a sexta, das 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, das 10h às 19h. Bilhetes a 8€.

Jazz ao Centro
O Jazz ao Centro - Encontros Internacionais de Jazz de Coimbra mantém como força motriz a diversidade de abordagens, a promiscuidade com outros géneros e os grandes nomes que invariavelmente integram a sua agenda de concertos. A 17.ª edição decorre entre 18 e 27 de Outubro em vários espaços da cidade e traz nomes como Iberian Roots, Rodrigo Amado, Joe McPhee, Carlos Zíngaro, Fred Frith, Gabriel Ferrandini, Helena Espvall, John Dikeman, Ka Baird, Orquestra Jazz de Matosinhos, Michael Moore ou Steve Coleman. Grátis a 15€.

"As Cadeiras"
Dois nonagenários isolados resolvem chamar um orador que consiga comunicar uma mensagem (dele) que é vital e urgente para toda a Humanidade. Assim se dispõe uma plateia à espera de convidados ilustres e... invisíveis. É a história de "As Cadeiras", farsa trágica com assinatura de Eugène Ionesco, mestre do teatro do absurdo. António Pires trata da encenação. Carmen Santos e Luís Lima Barreto dão vida ao casal, contracenando com Rafael Fonseca. Em cena no Teatro Joaquim Benite, em Almada, sexta e sábado, às 21h30, e domingo, às 16h (5€ a 10€).